“Estamos calmos e pacíficos em meio à perseguição que sofremos”, diz pastor do Sri Lanka

Nenhum comentário

"Estamos calmos e pacíficos em meio à perseguição que sofremos", diz pastor do Sri Lanka
“Como chefe da Igreja Metodista do Sri Lanka, estou profundamente preocupado com a dificuldade em nossa liberdade de praticar a fé cristã no Sri Lanka”, declarou o bispo Asiri Perara.

A declaração aconteceu após o ataque sofrido por um jovem estagiário da Faculdade de Treinamento de Evangelismo, na região central do Sri Lanka.

“Ele foi espancado brutalmente em Mahiyanganaya, onde sofreu ferimentos na cabeça, no estômago e na espinha por ninguém menos que três monges budistas pertencentes a um notório grupo extremista que promove desarmonia religiosa e conflito neste país”, denunciou Perara.

O pastor fez questão de declarar que apesar da escalada de violência religiosa no país, “nós cristãos permaneceremos calmos e pacíficos em meio à perseguição que enfrentamos hoje no Sri Lanka”.

Perara pediu para que haja convivência pacífica entre os grupos religiosos. “Eu humildemente apelo para que você seja gentil com os cristãos que vivem em harmonia com os ensinamentos de vocês”.

O ataque ocorreu imediatamente após o culto de domingo realizado na casa de um cristão.

O estudante traumatizado e com medo pegou sua moto e viajou por quase 180 quilômetros para chegar ao seu colégio de treinamento, onde estaria em segurança. “É a graça de Deus que cuidou dele naquela jornada arriscada”, afirmou o pastor.

Perara falou que o seminarista está “protegido em um hospital, e eu apelo a todos vocês que apoiem ​​este jovem em suas orações e também nossos crentes em Mahiyanganaya”.

Impunidade

Nenhuma atitude foi tomada pelas autoridades locais sobre o caso.

Perera levantou preocupações sobre a inação da polícia após o ataque, dizendo que os cristãos não estão sendo tratados como cidadãos iguais em seu próprio país.

Ele acrescentou que ainda está "pacientemente esperando" por uma resposta do presidente do Sri Lanka sobre um ataque anterior contra um centro de oração da igreja em Anuradhapura em 14 de abril de 2019.

Perera estava presente em um culto de domingo quando uma multidão de jovens apedrejou o prédio com pedras e foguetes.

O Sri Lanka tem uma história de ataques dos budistas extremistas contra os cristãos.

Líderes cristãos também condenaram ataques de extremistas budistas contra muçulmanos que se seguiram aos atentados de domingo no Estado Islâmico no Sri Lanka, em 21 de abril de 2019. A polícia prendeu 23 pessoas em 14 de maio de 2019 em conexão com ataques de mulçumanos em mesquitas e casas no noroeste do Sri Lanka.

Fonte: Guia-Me

Nenhum comentário

Postar um comentário