Pastor chinês é libertado após 8 meses de prisão pelo regime comunista

Nenhum comentário
Pastor chinês é libertado após 8 meses de prisão pelo regime comunista

O pastor Li Yingqiang, da Igreja Early Child Covenant (ERCC), preso junto com mais de 100 membros de sua igreja no ano passado em Sichuan, no sudoeste da China, foi libertado sob fiança após oito meses de prisão e mandado de volta para sua província natal de Hubei.

Ele foi levado em custódia em 9 de dezembro de 2018 acusado por "provocar problemas e administrar um negócio ilegal".

Em uma mensagem enviada via mídia social no domingo, a esposa de Li Zhang Xinyue agradeceu o apoio que receberam neste período.

"Obrigada meus amigos, familiares, irmãos e irmãs! Obrigada por andar com a minha família através de diferentes meios nos últimos oito meses. Que Deus abençoe muito vocês. Eu amo todos vocês!", escreveu.

Embora muitos dos membros do ERCC anteriormente detidos tenham sido soltos sob fiança nos últimos oito meses, o pastor Wang Yi, Qin Derfu e Gou Zhongshan ainda permanecem sob custódia junto às autoridades.

A esposa do pastor Wang estava entre os detidos em dezembro por incitar a subversão, onde permaneceu separada de seu filho por seis meses antes de ser libertada em junho.

O ERCC divulgou uma declaração de emergência a respeito dos advogados de defesa do pastor Wang Yi, após preocupações de que o pastor detido não tivesse acesso a uma equipe jurídica justa e fosse penalizado por suas crenças cristãs.

"Aprendemos recentemente, através de vários canais, que as autoridades de Chengdu pretendem desconsiderar os advogados nomeados pelo pastor Wang Yi e seus familiares e indicar e autorizar outros advogados (incluindo advogados cristãos) para defendê-lo contra sua vontade”, dizia o comunicado.

"Nós nos opomos fortemente ao fato de os ativistas nomearem ativamente ou passivamente para o pastor Wang Yi (independentemente de serem cristãos), especialmente vendo que o pastor Wang Yi e sua mãe já nomearam advogados para representá-lo. Mesmo que seus advogados autonomeados não podem representá-lo neste caso, nós preferimos que o pastor Wang Yi apresente sua defesa. Nós não aprovamos nenhuma ação tomada em sua defesa por advogados nomeados pelo estado”, concluiu.

A igreja declarou que reconhece Zhang Peihong, de Xangai, e Ran Tong, de Chengdu, como advogados de defesa legais do pastor Wang Yi.

A porta-voz da caridade da liberdade International Christian Concern, Gina Goh comemorou a notícia da libertação. "Louvado seja o Senhor que o pastor Li finalmente poderá abraçar sua esposa e filhos depois de muitos meses de prisão injusta!”

"Enquanto celebramos sua libertação, continuamos a orar pelo pastor Wang Yi, o ancião Qin Derfu e o irmão Gou Zhongshan. Eles ainda estão encarcerados e enfrentando dificuldades que não podemos imaginar", declarou a porta-voz.

Fonte: Guia-Me

Nenhum comentário

Postar um comentário