Pastor clama pela unidade da igreja diante de um Brasil politicamente dividido

Nenhum comentário
Pastor clama pela unidade da igreja diante de um Brasil politicamente dividido

O pastor Antonio Carlos Costa, da Igreja Presbiteriana da Barra da Tijuca, gravou um vídeo alertando a Igreja que é hora de mostrar o amor de Deus aos que não vivem no governo de Cristo.

Ele revelou que, recentemente, ministrou sobre João 13:34 e 35 onde Jesus diz: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”.

“Sem que encarnemos esse amor, nós teremos apenas uma estrutura eclesiásticas, sem nenhuma realidade. Nós vamos estar realizando nossos programas, transformando nossos cultos em shows, vamos construir nossas catedrais, ter espaço no rádio, na televisão, movimentaremos uma fortuna, e, contudo, sem apresentarmos ao Planeta o que nos diferencia daqueles que ainda não se reconciliaram com Deus através de Jesus. O que nos diferencia é o amor entre nós”.

Antônio Carlos Costa, pede que as igrejas vivam o ordenamento de Cristo acabando com essa divisão que tem tomado conta do Brasil. “Nesses dias, em nosso país, nós não temos conseguido emitir essa nota. A manifestação desse amor tem que ser tornada concreta justamente em um momento como este em que o país está politicamente fraturado”.

O pastor ensina que este é o momento que o cristão deve mostrar à sociedade o que nos diferencia. Em primeiro lugar, esse amor deve ser mostrado respeitando a diversidade. “A igreja não deve fazer opção institucional por nenhum candidato, político ou partido. Respeitando a liberdade de consciência de seus próprios membros”.

Em segundo lugar, o pastor diz que a Igreja deveria respeitar a liberdade de expressão. “É difícil você não falar apaixonadamente sobre este tema, mas da para falar apaixonadamente sem ser estúpido. E essa unidade não deve ter característica a falsa paz”.

Costa lamenta que neste momento não apenas as famílias estejam divididas por razões políticas, mas as igrejas também. Ele pede que as igrejas lutem pela unidade e comunhão.

Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário

Postar um comentário