Ao “rever” textos bíblicos, teólogo tenta negar inferno e diz que todos serão salvos

Nenhum comentário
Ao "rever" textos bíblicos, tenta negar inferno e diz que todos serão salvos

Um americano chamado David Bentley Hart, polêmico por uma série de interpretações equivocadas da Bíblia, lançou um novo livro onde tenta negar o Inferno e defende que todos serão salvos.

Convertido à Igreja Ortodoxa após ter sido criado como anglicano, Hart defende que todos os seres racionais deverão se reunir junto a Deus no fim dos tempos, em uma linha teológica chamada universalismo.

Seu novo livro chamado “That All Shall Be Saved”, que em tradução livre seria “Que Todos Sejam Salvos”, ele tenta apresentar múltiplas visões sobre a questão.

Para isso, o americano resgata algumas visões distorcidas já superadas pelos cristãos, como as de Gregório de Nissa (335 d.C.-395 d.C.) e Isaac de Nínive (613-700), que defendiam a ideia de reconciliação universal com Deus.

Ele também cita Basílio de Cesareia, segundo informa Folha, que defendia que a maioria dos cristãos de sua época, nas regiões de língua grega, compartilhavam desta crença.

A respeito das passagens bíblicas que falam sobre a punição que os maus sofrerão, Hart tenta destorcer os textos bíblicos, afirmando que se tratar de uma abordagem metafórica.

Após tentar analisar textos bíblicos que mostram o destino eterno de tormento para os que não aceitarem a Cristo, o americano passa a atacar teólogos como Agostinho (354-430), Tomás de Aquino (1225-1274) e o reformador protestante João Calvino (1509-1564).

Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário

Postar um comentário