Ativistas gays querem cancelar turnê de Franklin Graham no Reino Unido

Nenhum comentário
Ativistas gays querem cancelar turnê de Franklin Graham no Reino Unido

Ativistas LGBTQ + na cidade de Sheffield, na Inglaterra, estão tentando cancelar a próxima turnê de Franklin Graham no Reino Unido.

A turnê de oito datas começa em Glasgow em 30 de maio e visitará cidades em toda a Inglaterra, com uma parada no País de Gales, antes de terminar na Arena em Londres, em 4 de outubro.

Graham, um crítico franco do casamento entre pessoas do mesmo sexo e firme defensor de Donald Trump, disse que traria a “mesma mensagem poderosa” para o Reino Unido como seu pai, o falecido evangelista Billy Graham, que visitou o país em várias ocasiões.

Mas ativistas gays em Sheffield afirmam que ele promove visões homofóbicas e está pressionando pelo cancelamento de sua turnê na FlyDSA Arena da cidade, em 6 de junho.

Uma carta assinada por 22 membros da comunidade LGBTQ + da cidade foi enviada ao Sheffield City Trust, que administra o local, dizendo que Graham não deve ser bem-vindo à cidade.

“Franklin Graham tem promovido publicamente e repetidamente suas crenças homofóbicas, incluindo, mas não se limitando, a considerar a homossexualidade um pecado”, escrevem eles, de acordo com o Guardian.

“Acreditamos que essas declarações excedem em muito a liberdade de expressão e são incitação direta ao ódio e incitação à violência contra comunidades e indivíduos LGBTQ +, que não devem ser bem-vindas em nossa cidade ou em qualquer outro lugar”.

Em novembro passado, o bispo de Sheffield, Pete Wilcox, disse que não poderia apoiar a visita de Graham.

“A retórica de Graham é repetida e desnecessariamente inflamatória e, na minha opinião, representa um risco para a coesão social de nossa cidade”, afirmou.

“Participei de bom grado da Missão Inglaterra de Billy Graham em 1984 como candidato ao ministério ordenado e de sua Missão LiveLink em 1989 como curadoria.

“Mas, para minha tristeza, detecto uma fuga de humildade e generosidade na organização Graham desde aqueles dias”.

No entanto, outros cristãos têm apoiado.

O bispo de Birkenhead, Keith Sinclair, ficou feliz em elogiar a turnê, dizendo que esperava ver muitos “experimentar um novo nascimento no Espírito Santo”.

“Devo minha própria conversão a Cristo, em parte, à Cruzada Billy Graham, em Earls Court London, em 1966”, disse ele.

Judah Cole, pastor da Igreja OpenWell em Liverpool, disse que estava animado por fazer parceria com Graham na turnê e “para ver o que Deus fará aqui”.

“O ano de 2020 marca uma grande mudança no Reino Unido. Em um ano de mudança, precisamos da certeza de que somente Deus pode fornecer”, disse Cole.

“Franklin Graham trará uma mensagem clara de fé e paz ao apontar as pessoas para Jesus Cristo, a fonte de estabilidade verdadeira e duradoura.”

Fonte: Folha Gospel com informações de The Christian Today

Nenhum comentário

Postar um comentário