‘Deus não deixa nada pela metade, devemos fazer o mesmo’, diz Pr. Antônio Júnior

Nenhum comentário
‘Deus não deixa nada pela metade, devemos fazer o mesmo’, diz Pr. Antônio Júnior

O Pr. Antônio Júnior diz que uma das coisas mais difíceis é as pessoas concluírem as atividades que elas começam. Ele dá o próprio exemplo, contado que a partir do momento que entregou sua vida a Jesus, entendeu que tinha de mudar seu comportamento.

“Eu precisava demonstrar que era um novo homem através das minhas atitudes, então comecei a trabalhar, comecei a fazer projetos e planos e me esforçar para completá-los, porque eu queria dar um bom testemunho para as pessoas sobre a minha mudança de vida”, conta.

Um dos mais importantes influenciadores do meio evangélico, o pastor diz que sabia que a coisa mais importante sobre a qual deveria ir até o final era a respeito da sua fé em Jesus.

“Eu sei que muitas pessoas começam a sua caminhada com grande entusiasmo, muito alegres, muito felizes com Jesus, mas no meio do caminho elas vão perdendo o interesse e vão fazer outra coisa da vida”, avalia.

O pastor diz que por observar esse tipo de comportamento, tomou uma decisão em sua vida. Ele disse a si mesmo: “ninguém vai me arrancar da presença de Deus: nem demônio, nem pessoas, nem circunstâncias. Eu vou seguir Jesus até o fim, custe o que custar”.

Ele afirma que esse é “o desejo que o Senhor tem para nós, que nós possamos cumprir o chamado dele para nossa vida”. O pastor diz que reconhece que não é fácil concluir os projetos de vida. Mas cita o ensinamento de Jesus a respeito, que mostra a importância de planejar tudo o que se pretende construir para não parar no meio do caminho.

Deus conclui tudo que planeja

Antônio Júnior explica que Deus não deixa nada pela metade, tudo que ele começa ele termina. “Imagine se Jesus, quando veio a este mundo, tivesse se recusado a ir até o final para morrer naquela cruz em favor de mim e de você. O que seria de nós hoje? Nós não teríamos a salvação, não poderíamos ter um relacionamento com Deus”, diz.

Ele lembra que quando Jesus estava no Getsêmani, ele suou sangue em pensar que o momento da cruz iria chegar em sua vida. “Não pense que o sofrimento maior seria a dor física [de Jesus], seria a dor espiritual porque naquele momento Jesus carregaria sobre si os nossos pecados”, explica.

“Aquele seria o pior momento da vida de Jesus porque ele seria totalmente separado da presença do Pai, mas Jesus estava disposto a ir até o final, por isso ele orou”, diz o pastor, lembrando que Deus não poupou o sofrimento de Jesus.

“Saiba que você tem que seguir a Jesus independente se as coisas vão mudar ou não, você tem que seguir a Deus porque ele te manda ir até o final”, diz.

Seguir a Jesus por propósito de Deus

O pastor explica que muitas pessoas seguem a Jesus por causa de benefícios que podem ter, mas essa não deve ser a motivação, porque “nem sempre o Senhor muda as circunstâncias da nossa vida, mas só o fato de que Deus ressuscitou Jesus dentre os mortos mostra que ele tem uma solução para tudo, um caminho aonde não existe e que o final sempre será o melhor”.

“Quando Jesus ressuscitou, foi o momento da maior glória da vida dele, foi um momento onde o pecado não teve mais poder, onde a morte foi derrotada, onde nós conquistamos essa vitória. É por isso que a Bíblia diz que nós somos mais do que vencedores, porque Jesus já venceu tudo por nós”, afirma.

O pastor explica que “as maiores lutas que a gente passa hoje não se comparam com o que Jesus passou” e que isso deve nos fazer acreditar que nossas batalhas são passageiras. “Aquilo que vai ficar é a sua fé, e a sua esperança no Senhor é a recompensa que Deus tem para você”, diz.

Permanecer firme na fé

Sobre a permanência na fé, o pastor cita Hebreus 12:1-2, onde diz que devemos correr com perseverança a corrida que nos é proposta.

“Nós, diante de tantos testemunhos, de homens e mulheres de Deus, homens que venceram as piores lutas das suas vidas, e principalmente Jesus, que suportou tudo, devemos seguir o seu exemplo”, diz Antônio Júnior.

Ele esclarece que é por meio de Jesus que a fé é aperfeiçoada. “Não se preocupe se você vai dar conta ou não de ir até o final, isso é Jesus que te capacita [a fazer], porque ele sabe como chegar até o fim”, explica.

O pastor diz para que chegar até o fim “não é na nossa força, na nossa sabedoria, mas é no poder de Deus, e [para isso] o Senhor nos capacita”.

“Deus termina tudo que começa. Às vezes o diabo sopra coisas na nossa mente, fazendo com que a gente desanime, fazendo-nos pensar que o Senhor desistiu de nós e que agora nós estamos sozinhos, abandonados”, diz o pastor, avisando que isso não é verdade, lembrando que o diabo é pai da mentira.

“Nós estamos em obras, mas Deus vai completar essa obra e muitas coisas ruins, ao longo do caminho, vão acontecer. Afinal de contas Jesus disse que neste mundo nós passaríamos por aflições, mas ele disse para termos bom ânimo porque ele venceu o mundo”, lembrou.

“A maior obra da sua vida não é aquilo que vai acontecer fora de você, mas é no seu coração. Deus vai usar as circunstâncias, os problemas tudo para gerar em você um coração novo disposto a obedecer, um coração mais parecido com Jesus”, explica.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário

Postar um comentário