Mesmo grávida, evangelista prega nas ruas de Uganda: ‘Não temos desculpas’

Nenhum comentário
Mesmo grávida, evangelista prega nas ruas de Uganda: ‘Não temos desculpas’

A evangelista Gorret Odama acessou as redes sociais recentemente e revelou que, para ela, evangelizar é um privilégio que não pode ser subestimado. “Não se desculpe”, disse.

Junto com seu marido, o apóstolo Tom Aita Odama Gorret, ela lidera diariamente uma equipe de evangelistas de rua com megafones em um local público ou de porta em porta para compartilhar o Evangelho. Isso também é feito online.

Eles acreditam que as pessoas estão irremediavelmente perdidas sem Cristo, especialmente agora que os cultos de oração sofrem interferência do governo em todo o país em uma tentativa de prevenir a propagação do coronavírus.

"O Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo deve ser pregado", disse ela em 2 de dezembro de 2020. "Vamos todos prosseguir com a pregação do Evangelho sem qualquer desculpa, independentemente da idade, situação, educação, nome, status, raça, tribo porque é uma chamada de autoridade eterna para todas as nações”, acrescentou ela.

“Se você nunca nasceu de novo, esta é a sua hora e o seu momento, lembre-se que a igreja está arredondando sua idade e estamos cada vez mais perto da partida da igreja de Jesus Cristo. Vai acontecer mais cedo do que você pensa”, disse Gorret em outro post no Facebook.

Pregar abertamente em uma área pública tem sido um método usado ao longo da história do cristianismo com o propósito de evangelizar pessoas que normalmente não entrariam em uma igreja.

Vários pastores em Uganda e em todo o mundo acreditam que este método histórico de evangelismo pode ser eficaz em compartilhar o Evangelho com os descrentes.

Pode parecer menos eficaz do que no passado, dizem os pregadores, e pode realmente ofender aqueles que resistem à verdade, mas a pregação de rua continua a ser usada por Deus em todo o mundo para levar as pessoas à fé em Cristo.

“Mais um evangelismo do Espírito antes de dar à luz meu bebê. A mensagem é Jesus Cristo, nosso propiciador”, diz Gorret.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário

Postar um comentário