Pastor condenado por abusos sexuais é proibido de exercer função religiosa em Portugal

Nenhum comentário
Pastor condenado por abusos sexuais é proibido de exercer função religiosa em Portugal

Um pastor evangélico, de 58 anos, que exercia funções religiosas em Almada e em Quarteira, em Algarve, Portugal, foi condenado há dois anos de reclusão por um crime de abuso sexual de criança e quatro de importunação sexual.

O homem teria apalpado e beijado duas menores, de 13 e 15 anos, no final dos cultos e durante festas familiares para as quais era convidado.

O acusado está proibido de exercer sua função religiosa após a pena ser delegada.

Fonte: Istoé

Nenhum comentário

Postar um comentário