Primeira igreja trans é criada no Brasil por ‘pastora’ transgênero

Nenhum comentário
Primeira igreja trans é criada no Brasil por ‘pastora’ transgênero

No domingo (23), foi criada em São Paulo (SP) a primeira igreja trans do Brasil, denominada Igreja Séfora, pelo transgênero Jacque Chanel, um homem no sexo biológico. Ela foi ordenada ‘pastora’ no mesmo dia da fundação da denominação. 

A cerimônia de ordenação ao pastorado foi realizada por dois pastores e uma pastora no templo da igreja e foi transmitida online para os membros, que acompanhavam de casa.

Segundo Jacque Chanel, a criação da Igreja Séfora tem o propósito de acolher transsexuais e travestis que querem exercer sua fé. 

“Para nós é muito importante ter essa igreja pensada para o público transsexual e travesti porque isso significa um novo espaço de acolhimento. Eu sou trans e quero que meu povo se sinta acolhido, respeitado e amado. Mas qualquer um é bem-vindo, qualquer um pode frequentar", disse a líder em entrevista ao UOL. 

Por enquanto, a nova igreja ainda não possui uma sede e dividirá o espaço com a Igreja da Comunidade Metropolitana, no centro de São Paulo.

Questionado sobre sua posição em relação a criação de igrejas inclusivas para pessoas LGBTQIA+, o pastor Anderson Silva, líder da Igreja Vivo por Ti, afirmou que a igreja não tem autoridade para salvar pessoas e que o mais importante é ser aceito pelo Senhor na eternidade.

"A igreja pode ser ‘inclusiva’, mas não se pode esquecer que o Evangelho é exclusivo. A igreja não salva! Não possui essa autoridade. Pouco importa ser aceito por ela. O importante é ser aprovado pelo Senhor”, afirmou em vídeo na sua conta do Instagram.

E concluiu: “A igreja pode dizer ‘vinde a mim’, mas se o indivíduo não reagir com um ‘ai de mim’, ele está ouvindo um falso evangelho e um falso profeta. Não adianta ser aceito aqui na igreja, também tem que ser aceito na eternidade. Jesus estará na porta com o livro da vida”.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário

Postar um comentário