Pastor alerta sobre o hábito de reclamar: “A murmuração pode atrasar sua vida”

Nenhum comentário
Pastor alerta sobre o hábito de reclamar: “A murmuração pode atrasar sua vida”

Quando Deus tirou o povo hebreu da escravidão do Egito, eles testemunharam os maiores milagres da Bíblia — ainda assim, a reclamação estava sempre em seus lábios. Em culto transmitido na terça-feira (13), o pastor Joel Engel fez um alerta sobre a murmuração: “ela tem o poder de atrasar sua vida”.

O pastor ensina que há dois tipos de palavra: “Lashon Hakodesh”, que no hebraico significa “língua santa” e “Lashon Hará”, que significa “língua má”. Essa língua má gera coisas malignas e tem poder de afetar nosso destino, alerta Engel.

Isso foi o que aconteceu com o povo hebreu, quando estava a caminho da Terra Prometida após serem libertados do Egito. Eles murmuravam de tudo, desde a falta de tempero até a falta das coisas que eles tinham no passado — e isso causou uma grande desgraça na travessia. 

Em Números 13, Moisés envia doze líderes de cada tribo de Israel para espiar Canaã. Eles voltaram fascinados com os grandes frutos que encontraram, “mas”, havia gigantes, as cidades eram fortificadas, e eles começaram a difamar a terra.

“A palavra ‘mas’ é uma palavra de incredulidade”, alerta o pastor. “Nós temos que ver coisas boas em todas as situações e louvar a Deus pelo que temos. Murmurar significa se queixar, colocar defeito e dar foco ao que o inimigo está fazendo. É melhor diminuir o gigante e declarar que Deus é maior”.

Engel ainda lembra que “a murmuração é filha da rebelião”. Naquele momento, os dez espias não creram na promessa de Deus e no que Ele seria capaz. “Foi esse o pecado que Deus não tolerou. Compararam Deus aos gigantes da terra”, disse.

“Cuidado quando você valoriza demais sua doença e quando você maximiza a crise”, observa Engel. “Cuidado quando você já alcançou a vitória, quando já está abençoado e acha que está tudo bem. Essa é a hora de louvar a Deus! Fale do que Deus já te deu!”

Consequências da murmuração

As palavras dos dez espias contaminou toda a congregação de Israel, e eles choraram muito naquela noite. Então eles receberam a sentença de perambular por 40 anos sem conseguir ver a Terra Prometida. “A murmuração contamina todos ao nosso redor”, comenta o pastor.

Foi daí que surgiu o Tishá BeAv, um feriado judaico observado em 9 de av (equivalente a 18 de julho de 2021). O dia em que a congregação de Israel chorou com o relatório dos espias é marcado por tragédias na história dos judeus — foi neste dia que foram destruídos o Primeiro e Segundo Templo de Jerusalém.

“Sempre acontece nessa data alguma coisa que é consequência daquela murmuração”, explica Engel.

Por isso, o pastor ensina: “A murmuração atrasou o projeto de Deus na vida de Israel. A murmuração tem o poder de atrasar sua vida. Se Deus prometeu, Ele é poderoso para cumprir”.

“Homens de Deus não têm o direito de valorizar o negativo. Não vamos ficar falando do que está dando errado. Nós vamos glorificar a Deus por cada bênção, pois temos muitos motivos para agradecer”, finaliza.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário

Postar um comentário