Pastor diz que dedicação de Jonathan Nemer por sua mãe é ‘exemplo’ para esta geração

Nenhum comentário
Pastor diz que dedicação de Jonathan Nemer por sua mãe é ‘exemplo’ para esta geração

A notícia da saída de Sara Nemer da UTI emocionou milhares de pessoas nas redes sociais na quarta-feira (21). Embora o milagre no caso grave de Covid-19 seja impressionante, a dedicação dos filhos, Rebeca e Jonathan Nemer, também chamou a atenção.

Segundo o pastor Joel Engel, a perseverança dos filhos de Sara Nemer durante seus 105 dias de internação, é um exemplo para uma geração que tem sido marcada pela “separação entre pais e filhos”.

“Essa virtude de amor e honra aos pais tem sido cada vez mais rara. Isso porque a Palavra diz que, nos últimos dias, viriam tempos difíceis em que os filhos seriam ingratos, irreverentes e desobedientes aos pais (2 Timóteo 3)”, disse ele ao Guiame.

Quando fala sobre a figura do filho, o pastor aponta para Jesus como o modelo perfeito. “Adão foi o primeiro filho criado por Deus, mas ele o desobedeceu e o desonrou. Jesus foi levantado por Deus para mostrar ao mundo como é ser um filho”, explica Engel.

“Todo o trabalho da pregação do Evangelho e o cerne da mensagem de Cristo é mostrar como um filho age”, ele continua. “Jesus dizia ‘eu e o Pai somos um’, como um filho ligado ao pai; ‘eu só faço o que vejo meu pai fazer’, como diz um filho submisso”.

Com base nisso, Engel indica porque o princípio de “honra aos pais” é o primeiro mandamento com promessa — porque “o filho expressa o Pai demonstrando amor e honra aos pais terrenos”.

Foi isso o que o pastor viu na dedicação de Jonathan Nemer. “Ele conseguiu transmitir fé com seu amor e sua perseverança. E durante todo este tempo, o Deus Pai estava observando do céu a sua fé, bem como milhares de filhos. E, de repente, nosso Deus Pai se manifestou, porque um filho chamado Jonathan demonstrou um verdadeiro amor de filho”.

Segundo Engel, a “fé extraordinária” de Jonathan gerou um resultado. “Sua perseverança, seu amor e a honra à sua mãe nesse momento, provocaram uma reação nos céus”, afirma.

“O Pai do Céu se manifestou para dizer: ‘Eu estou contigo’. O pai do Céu se manifestou para dizer a esse menino: ‘Esse é meu filho amado, que me dá muita alegria’. O nome de Jesus foi glorificado com esse gesto”, continua.

Por fim, o pastor deseja que esse exemplo sirva para levantar uma geração de filhos. “Que essa unção de Elias — que une os pais aos filhos e foi gerada nesses 100 dias — passe para toda a geração. Essa é uma pregação que foi feita não só com palavras, mas com atitudes de amor de um filho por sua mãe. Essa é a forma mais eficaz de mostrar Jesus para o mundo.”

Fonte: Guiame

Nenhum comentário

Postar um comentário