Ex-soldado que virou pastor perdoa vândalos de ônibus da igreja: “Quero mostrar Jesus”

Nenhum comentário
Ex-soldado que virou pastor perdoa vândalos de ônibus da igreja: “Quero mostrar Jesus”

Um pastor que teve o ônibus da igreja destruído por vândalos decidiu perdoar em vez de guardar mágoas. Wade Runge é o pastor principal da Igreja M3, em Richmond, na Virgínia, EUA.

Em entrevista ao Faithwire, ele confessou que primeiro ficou furioso quando descobriu que o ônibus da igreja — que é usado para ajudar as pessoas como meio de transportar alimentos e recursos — foi vandalizado.

O veículo teve 24 janelas quebradas, uma parte da escada arrancada e algumas perfurações, tornando-o inoperante. Não está claro quem foram os responsáveis.

‘Quero mostrar o amor de Jesus Cristo’

Em vez de permitir que a raiva e a frustração tomassem conta de seus sentimentos, o pastor disse que decidiu mostrar aos vândalos o “amor de Jesus Cristo”.

“Eu me permiti um momento para ficar com raiva, mas o Espírito Santo simplesmente me lembrou de como Deus me salvou. O que essa pessoa precisa é de perdão", disse ele.

Então, Runge lembrou de uma época em sua vida em que não era tão misericordioso. Ele é fuzileiro naval dos EUA aposentado, serviu 21 anos no exército e estava mais disposto a pedir a restituição do que oferecer a graça do perdão.

Ele explicou que houve uma época em sua vida que a justiça era baseada no “olho por olho”. “Estive em combate várias vezes e vi o pior lado da humanidade”, explicou.

Agindo conforme o cristianismo

Runge não vai apresentar queixa contra os responsáveis ​​pelos danos ao ônibus e espera ter a chance de abraçar e ajudar os vândalos em qualquer necessidade que possam ter.

“Espero que vejam essa transmissão: Vocês são bem-vindos à nossa igreja. Se tiverem alguma necessidade, eu lhes darei mantimentos. Eu quero mostrar o amor de Jesus”, disse em entrevista.

Para o pastor, os cristãos devem ser as pessoas “mais misericordiosas, amorosas e caridosas do planeta”. Quanto à Igreja M3, ele disse que o incidente com o ônibus complicou ainda mais uma situação que já era difícil. 

Com o aumento dos preços dos alimentos, o ministério já estava preocupado com a divulgação do Dia de Ação de Graças — e agora o ônibus está totalmente fora de serviço.

“Usamos nosso ônibus para buscar várias mães solteiras com seus filhos, para que possamos trazê-los para nossa igreja nessa data. Damos a eles dois sacos de mantimentos por família”, explicou.

Agora Runge disse que ele e a igreja estão confiando em Deus porque não há seguro para cobrir os danos ao ônibus. Mesmo assim, ele acredita que “o Senhor proverá”.

“Não somos uma megaigreja, mas fazemos um mega-ministério”, disse ao contar que a M3 já alimentou 30 mil pessoas nos últimos quatro anos. “Estou acreditando em Deus e mesmo que o inimigo tenha feito esse mal, Deus mudará para o nosso bem”, concluiu. 

Fonte: Guiame

Nenhum comentário

Postar um comentário