Pecado secreto é a maior ameaça à jornada de um cristão, diz pastor: ‘Não esconda’

Nenhum comentário
Pecado secreto é a maior ameaça à jornada de um cristão, diz pastor: ‘Não esconda’

Um pecado secreto é uma das maiores ameaças à vida cristã, alertou o pastor RC Ford, que dirige uma megaigreja no Tennessee (EUA). Seu sermão, pregado no último domingo, foi intitulado “Coragem para Confessar”.

Ninguém está sem pecado, e os cristãos estão inclusos, introduziu Ford, em seu sermão na LifePoint Church, que tem aproximadamente 2.000 membros. Entretanto, o que diferencia um seguidor de Cristo dos demais pecadores é que a Palavra o confronta a lutar contra suas falhas.

“Igreja, pecamos todos os dias. Agora, se você diz que não peca, então Deus o chama de ‘mentiroso’, e agora você pecou”, disse Ford. “Por que somos diferentes é porque lutamos contra nosso pecado. Nós não escondemos nosso pecado, nós lutamos. É uma luta para nós. Há uma diferença entre lutar contra desejos lascivos e depois esconder um caso de seu cônjuge. Grande diferença. Há uma diferença entre lutar para amar o próximo e odiá-lo conscientemente”.

Ford advertiu que quando um cristão esconde o pecado, os segredos não só trarão a ruína para si mesmos, mas também para aqueles ao seu redor: “Quando eu peco, meu pecado pode trazer a ruína para minha família. Quando você peca, nunca é você que peca sozinho. Nunca compre a mentira de que seu pecado secreto não está tocando em ninguém”.

De acordo com informações do portal The Christian Post, o pastor Ford apontou para o exemplo de Acã, conforme encontrado no livro de Josué, um homem que era rico e cujo pecado impactou toda a sua família e terminou com sua morte apedrejado:

“Tudo na vida de Acã foi incrível. Ele estava vivendo o sonho e então bum; um dia ele perde tudo. É isso que o pecado secreto faz. Ele pode destruir e arruinar tudo em seu caminho. Só porque você não foi exposto hoje, não significa que o seu pecado não o descobrirá. Porque o seu pecado vai te descobrir. Eventualmente, isso vai acontecer”.

O pecado secreto, disse Ford, pode levar a impactos geracionais que podem destruir famílias inteiras e não são apenas as transgressões dos pais, mas também podem se tornar o pecado dos filhos: “Seu pecado afeta as pessoas de sua família. Isso traz dor e sofrimento para eles também – para todas as pessoas ao nosso redor. Devemos lutar contra o nosso pecado”.

O pastor avaliou que, em algum momento da vida, cada cristão será confrontado com a decisão final de serem dominados pelo pecado ou por Deus: “Paulo nos disse que ‘pelo poder do Espírito Santo, temos a capacidade de matar as obras do corpo’”, referenciou o pastor a Romanos 8:13.

“Temos que ter esse tipo de mentalidade de guerra contra o nosso pecado. Não me sentindo mal e orando por aquilo que fizemos mais uma vez. Isso é treinar o pecado, isso não é lutar contra o pecado. Devemos matar as obras do corpo”.

“Acho que, na verdade, o primeiro passo na luta contra o pecado é confessar o pecado. Está trazendo-o à luz. Você não pode lutar contra isso se estiver no escuro, certo?. Você tem alguma coisa escondida em sua barraca, hoje? Um caso emocional ou físico, flertando no Facebook com alguém que não é seu cônjuge, desviando ou roubando dinheiro de seu empregador; práticas comerciais obscuras, roubando de outras pessoas”, listou o pastor.

Chegará um dia, disse Ford, em que o pecado de todo cristão será “extraído para a luz” nesse ponto, e que poderá ser tarde demais para muitos: “Eu acho que isso é mais aterrorizante. Então, essa ideia de confissão não é apenas para se livrar do mal. As Escrituras apontam que a confissão traz liberdade e cura para nós. Esse é o convite aqui: consciência limpa. Deus vai conosco. Liberdade e cura”, pregou.

Fonte: Gospel+ com informações de The Christian Post

Nenhum comentário

Postar um comentário