Pastor é preso e torturado pela polícia após fazer culto doméstico na Índia

Nenhum comentário
Pastor é preso e torturado pela polícia após fazer culto doméstico na Índia

No sábado (23), um pastor na Índia foi detido pela polícia e torturado por quase 24 horas, após realizar um culto doméstico. Ele foi preso sob falsas acusações de atividades de conversão no estado de Uttar Pradesh.

De acordo com o International Christian Concern (ICC), organização cristã que monitora a perseguição no mundo, o pastor foi libertado da prisão no domingo (24) e relatou que foi torturado por sua fé cristã.

“Eu não conseguia sair da delegacia de polícia. Minhas duas pernas estavam muito inchadas e havia tanta dor que eu não conseguia me mover de um lugar para outro”, disse o líder ao ICC.

“Sempre que havia um telefonema sobre minha prisão, a polícia aumentava a intensidade das chicotadas com o cinto e os paus. A polícia me espancou três vezes enquanto exigia que eu dissesse em voz alta 'Jai Sriram' (expressão hindu ‘Glória ao Senhor Rama’)”.

Segundo fontes locais, o pastor e sua família foram visitar seus parentes na vila Anamouh Anam. Os familiares queriam passar um tempo em oração e à noite iniciaram um culto doméstico. 

Enquanto louvavam, uma van da polícia local chegou na casa com mais de seis policiais, depois de uma denúncia de um vizinho sobre supostas atividades de conversão. Os oficiais acusaram a família de converterem pessoas ao cristianismo e levaram o pastor e seu tio para a delegacia.

“Eles nos espancaram quando entramos na van, e os policiais se revezaram para nos torturar fisicamente. À meia-noite, meu tio foi libertado somente depois que a polícia soube que ele não era um cristão praticante”, denunciou o líder.

A Índia — segundo país mais populoso do mundo — ocupa o 10º lugar na Lista Mundial da Perseguição, onde os cristãos são excluídos da sociedade e vistos como cidadãos de segunda categoria. 

As leis anticonversão estão vigentes em nove estados indianos e os demais estão considerando adotar essas leis também, que servem para intimidar e assediar os cristãos.

Casos de perseguição na Índia só aumentam a cada dia. Apenas no ano passado, mais de 500 incidentes de violência contra cristãos foram relatados. 

Fonte: Guiame com informações de ICC

Nenhum comentário

Postar um comentário