Pastor identifica pensamentos que vêm de Satanás: “Essas mentiras não nos definem”

Nenhum comentário
Pastor identifica pensamentos que vêm de Satanás: “Essas mentiras não nos definem”

O pastor americano Craig Groeschel, líder da Life Church, fez alguns alertas sobre os cristãos que estão com suas "mentes aprisionadas" por causa das mentiras e dos ataques satânicos na atualidade. 

Em entrevista ao Christian Post, ele falou sobre o poder de Deus restaurador nesses casos: “Mesmo quando erramos, nosso pecado não é maior do que o poder de Deus para perdoar. Nossas más decisões não são maiores do que o poder de Deus para redimir e restaurar".

“Por meio de nossa nova identidade em Cristo, temos acesso ao poder de mudança. Passei mais de duas décadas lendo, pregando e escrevendo sobre hábitos”, disse ao citar seu novo livro onde reuniu tudo o que aprendeu. 

“Estou animado para ajudar as pessoas a descobrir o mesmo poder que nos ajudou ao longo dos anos”, enfatizou sobre o lançamento de sua mais recente obra: “O poder de mudar: dominando os hábitos mais importantes”. 

Pessoas presas a ciclos mentais

Ao ser questionado sobre pessoas que lutam para controlar pensamentos e não conseguem, ele deu seu próprio testemunho: “Um exemplo que me vem à mente é como Deus me ajudou a mudar minha saúde e minha mentalidade em relação à comida. Antigamente, eu comia tudo o que queria e funcionava para mim, mas eu sabia que não estava comendo de forma saudável e queria melhorar, só não sabia como”. 

Ele conta que tentou mudar sua dieta e que isso dava certo durante o dia, mas à noite sua motivação enfraquecia. Craig comemorava seu bom desempenho do dia todo comendo alguns brownies na hora de dormir, às vezes com sorvete e outras vezes até comia batatas fritas. 

Na manhã seguinte, ele conta que começava tudo de novo, mas de noite ainda achava que merecia as guloseimas. E esse era o ciclo mental que o derrubava sempre que tentava de novo. 

“Parecia que eu tinha o desejo de mudar, mas não o poder de mudar. Eu me libertei do ciclo de tentar e falhar quando percebi que minha força de vontade não era suficiente para fazer uma mudança duradoura. Eu precisava do poder de Deus”, ele resumiu.

‘Nossa força de vontade não é suficiente’

O pastor explica durante a entrevista que a força de vontade é um recurso limitado que se esgota rapidamente. “É como um músculo. Se você trabalhar muito, ele ficará cansado. Quando confiamos na força de vontade, estamos tentando com nosso próprio poder”. 

“Quando somos tentados ou presos, o que realmente precisamos é confiar no poder de Deus”, continuou ao citar 2 Coríntios 12.10 quando o apóstolo Paulo fala sobre ter prazer em nossas fraquezas porque quando somos fracos, Deus é forte.

“Acho incrivelmente reconfortante que a força de Deus comece onde minha força termina. É somente quando reconhecemos que não podemos fazer isso sozinhos que liberamos Seu poder dentro de nós”, refletiu.

“Podemos começar a confiar no poder de Deus, e não no nosso próprio, mudando nossa mentalidade. Para isso, basta lembrar desses verbos: renovar, permanecer, reconhecer e pedir”, ensinou.

Ou seja, Craig afirma que “renovar” é deixar Deus mudar nossa maneira de pensar e isso mudará nossas ações através dos pensamentos de Deus, que “permanecer” é manter-se conectado a Ele, "reconhecer" é admitir que não temos o poder que precisamos e “pedir” é mostrar que sabemos da nossa fraqueza e que só Deus pode realizar a mudança em nós. 

Como Satanás nos mantém presos em ciclos mentais?

“Jesus nos disse exatamente quem é o diabo e como ele nos mantém presos. O Diabo é um mentiroso. Ele é o pai da mentira. Ele tentará nos convencer a associar nossos maus hábitos e maus comportamentos à nossa identidade. Porque se ele pode nos fazer acreditar que somos pessoas más e indisciplinadas, então ele sabe que pode nos manter presos, distraídos e ineficazes”, explicou o pastor. 

Craig ainda reforça que Satanás é nosso inimigo espiritual e ele nos contará mentiras como: “Você é um fracasso. Você nunca vai ser nada na vida. Você não tem o que é preciso. Você nunca vai mudar.”

“Essas mentiras não nos definem. Somos filhos de Deus e somos quem Ele diz que somos. Embora Deus saiba tudo sobre nós e nos tenha visto no nosso pior e no nosso melhor momento, Ele oferece afirmações e não acusações”, disse.

“Deus nos chama de nova criação em Cristo. Somos perdoados, amados, aceitos, escolhidos e chamados. Somos mais que vencedores por meio de Jesus, que nos ama”, frisou.

‘Pense em quem você quer se tornar’

Entre conselhos e dicas, o pastor destacou que devemos escolher o que é certo em vez de escolher o que é conveniente. Precisamos de disciplina, novos hábitos, estratégias, concentração e gratidão.

Entre as ações mais importantes estão a leitura da Bíblia, devocional, exercícios físicos e boa alimentação.

“Pense em quem você quer se tornar e o que esse tipo de pessoa faria. Se você quer ser uma pessoa saudável, talvez comece cortando o refrigerante. Se você quer ser mais positivo, tente escrever uma coisa pela qual você é grato todos os dias. Pouco a pouco, você desenvolverá um hábito no qual poderá se basear”, completou. 

Cérebro, Ciência e Bíblia

Quando o assunto é “funcionamento do cérebro”, o pastor diz que Ciência e Bíblia andam de mãos dadas. 

“Alguns veem a relação entre a Ciência e a Bíblia como competitiva em vez de cooperativa. Eles veem isso como um ou outro, mas a verdade é que Deus criou ambos, e eles podem trabalhar juntos para nos ajudar a nos aproximarmos de Deus”, revelou. 

“À medida que aprendemos mais sobre como Deus criou nosso cérebro, podemos usá-lo a nosso favor”, disse ao mencionar que psicólogos e outros cientistas sociais confirmam repetidamente que nossos pensamentos influenciam nossas ações.

“Você faz o que faz por causa do que você pensa”

Além disso, Craig disse que devemos nos questionar sobre certas coisas e observar nossas respostas, pois elas podem revelar nossas motivações: “Deus e os cientistas concordam que você faz o que faz por causa do que você pensa”.

“Se você quer mudar o que faz, precisa mudar o que acredita sobre você e permitir que sua identidade dada por Deus conduza seu comportamento”, acrescentou. 

Pergunte: Quem sou eu? Que tipo de situação é essa? O que alguém como eu faria nessa situação? As respostas dadas, segundo o pastor, serão reveladoras.

“Minha esperança é que os outros encontrem a mesma liberdade que eu encontrei e comecem a viver a vida que esperam, a vida que Deus os criou para experimentar. Acredito que Ele tem mais para nós do que nossas velhas formas de pensar e, com Ele, podemos nos libertar do ciclo de tentar e falhar. Assim que começarmos a confiar no poder de Deus e não em nossa força de vontade, encontraremos forças para começar a fazer o que é mais importante”, concluiu.

Fonte: Guiame com informações de The Christian Post

Nenhum comentário

Postar um comentário