Recent post

Pastor da Assembleia de Deus em Rio Branco morre vítima de complicações da Covid-19

Pastor da Assembleia de Deus em Rio Branco morre vítima de complicações da Covid-19

A Diretoria-geral da Igreja Assembleia de Deus em Rio Branco confirmou a morte do pastor Francisco de Oliveira Cruz. Francisco foi acometido pela Covid-19 e estava há quase um mês internado lutando pela vida. Em nota de pesar, a igreja afirma que o pastor faleceu às10h40 deste domingo (22).

De acordo com a família, o pastor sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico resultante de complicações da infecção do novo coronavírus. O pastor deixa a esposa, a missionária Rochelle e dois filhos, Samuel e Sara.

A Igreja destaca que nos últimos 10 anos, o pastor integrou a diretoria-geral, na posição de 2º secretário. Ele também colaborou ativamente no desenvolvimento de importantes projetos apoiados pela igreja, como por exemplo, na Comunidade Terapêutica Ebenézer e como representante em conselhos estaduais e municipais nas diversas frentes de garantia e defesa dos direitos humanos.

“O valoroso obreiro serviu fielmente à Igreja do Senhor Jesus Cristo no estado do Acre durante vários anos, sendo um exemplo de homem de Deus e líder espiritual que impactou a vida de inúmeras pessoas com a mensagem do Evangelho”, escreveu a Igreja em nota.

Na Assembleia de Deus em Rio Branco, o pastor exerceu elevadas funções de liderança, entre as quais: coordenador-geral dos Departamentos de Evangelismo, Integração e Discipulado (DEID’ADERB), dos Senhores e dos Diáconos; coordenador do Núcleo da Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus (EETAD); Pastor de Regional e de Filial.

“Sua integridade, firmeza na palavra, dedicação à família e ao Reino de Deus, alegria de servir ao próximo, e as demais virtudes produzidas pelo Espírito na vida desse abnegado servo do Senhor servem de inspiração a todos os que desejam desfrutar de uma vida cristã com propósito”, solidarizou-se a Igreja.

Fonte: AC24horas

Pastor se encontra com goleiro Bruno e diz que foi enviado para “salvação aos perdidos”

Pastor se encontra com goleiro Bruno e diz que foi enviado para “salvação aos perdidos”

O pastor acreano Júnior Braga usou as suas redes sociais na sexta-feira (20) para mostrar o registro do encontro que teve com o ex-goleiro do Flamengo e atual do Rio Branco Futeboll Clube (RBFC), Bruno Fernandes.

O goleiro foi condenado a 22 anos e três meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de cadáver da ex-mulher Eliza Samúdio. Atualmente, ele cumpre pena em regime semiaberto.

“Deus me enviou nessa terra para levar salvação aos perdidos, hoje tive a oportunidade de falar de salvação ao goleiro Bruno”, disse o pastor.

Na ocasião, Júnior disse que Bruno ficou com os olhos marejados.

“Enquanto eu pregava, os olhos dele se enchiam de lágrimas”, finalizou.

A contratação do goleiro foi alvo de muitas críticas nas redes sociais.

Fonte: O Juruá em Tempo

Líder da igreja ortodoxa sérvia morre vítima da covid-19

Líder da igreja ortodoxa sérvia morre vítima da covid-19

O líder da igreja ortodoxa sérvia, o patriarca Irinej, morreu hoje vítima de covid-19, três semanas depois de ter celebrado as cerimónias fúnebres do patriarca ortodoxo do Montenegro que morreu da mesma doença.

Irinej, líder religioso conservador, que dirigia a igreja ortodoxa sérvia desde 2010, tinha 90 anos e morreu às 07:00 (06:00 em Lisboa) no hospital militar de Belgrado, onde se encontrava internado desde o dia 04 de novembro.

A igreja ortodoxa sérvia conta com 12 milhões de fiéis, a maior parte na Sérvia, país com sete milhões de habitantes, onde 80% da população é ortodoxa; mas também na Bósnia, Montenegro e na diáspora.

Irinej, que era o 45.º dirigente da igreja ortodoxa sérvia, tinha celebrado no passado dia 01 de novembro em Podgorica, capital do Montenegro, as cerimônias fúnebres do arcebispo Amfilohije que morreu vítima do novo coronavírus aos 82 anos.

Um elevado número de fiéis presentes nas cerimônias fúnebres não respeitaram as medidas de distância social, apesar dos apelos das autoridades sanitárias do Montenegro.

As mortes do patriarca Irinej e do arcebispo Amfilohije, que era na prática a segunda figura da igreja ortodoxa sérvia, atinge profundamente os fiéis ortodoxos.

Entretanto, o influente chefe da igreja ortodoxa da Grécia foi testado como positivo e foi hospitalizado em Atenas, e o arcebispo ortodoxo da Albânia, Anastasios, também está contagiado com covid-19.

O número de contágios pelo novo coronavírus aumentou na região dos Balcãs nas últimas semanas.

Na Sérvia, a pandemia já fez 1.110 mortos sendo que o número total atingiu os 6.100 casos.

Nascido em 1930 em Vidova, povoação da Sérvia central, Irinej substituiu o popular patriarca Pavle na chefia da igreja ortodoxa sérvia em 2010.

Irinej era considerado moderado e intensificou as ligações com a igreja católica apesar das tensões que marcaram os últimos séculos.

No plano político, o patriarca desempenhou um papel de destaque na campanha contra a independência do Kosovo, antiga província sérvia, em 2008.

O Kosovo, habitado pela maioria albanesa, é considerado o berço da igreja ortodoxa sérvia.

Em 2017, Irinej atacou fortemente a legislação a favor da interrupção voluntária da gravidez na Sérvia declarando “que o dever das mulheres centra-se em dar vida e regenerar a nação”.

Anteriormente, em 2014, Irinej criticou a Parada Gay de Belgrado considerando-a “imoral” e imposta “pelo lobby homossexual e os mentores da Europa” Ocidental.

Fonte: Notícias Ao Minuto

Razão e emoção: pastor ensina como expressar o amor a Deus através da alma e conhecimento

Razão e emoção: pastor ensina como expressar o amor a Deus através da alma e conhecimento

O pastor Joel Engel ensina que é preciso expressar nosso amor a Deus nos quatro níveis: físico, emocional, mental e espiritual. Para isso, ele explica que é preciso entender o conceito bíblico de amor.

“Muitos sentimentos que chamamos de amor não é o amor bíblico. O amor exige doação, dar e ação”, disse Engel em culto transmitido online na terça-feira (17).

O amor a Deus foi apresentado por Jesus no Evangelho de Mateus como o maior mandamento da Lei; seguido pelo amor ao próximo. “A cruz fala do amor de Deus pela humanidade, que vem de cima para baixo, e do amor lateral de um pelos outros”, comenta o pastor.

Engel explica que cada um dos 4 níveis de vida (físico, emocional, mental e espiritual) estão relacionados a 4 tipos diferentes de amor (eros, fileo, storge e ágape). 

Quando se trata do amor a Deus, o livro de Deuteronômio apresenta um padrão mais elevado: “Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças (Deuteronômio 6:5)”. Segundo o pastor,“Deus exige esse tipo de amor de Seu povo.

“Muitas vezes podemos notar isso no momento de oração. Muitos estão ali orando com volume, usando sua mente e suas forças físicas, mas não estão ali com a alma”, ele observa. “Quando você ora com as emoções, você sente prazer em estar no ambiente de oração. Não é como o comprimento de uma obrigação”.

Engel lembra que este é o tipo de amor que Deus espera dos seus filhos — que estejam com a alma presente. Caso contrário, poderão viver o que diz Isaías 29:13: “Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim”.

“Vemos pessoas que cumprem todos os regulamentos religiosos, mas não conseguem derramar sua alma. Deus quer sua presença física, mas sua alma também deve estar ali”, afirma Engel.

Por outro lado, o pastor também destaca a importância da razão da fé, que envolve o conhecimento da Bíblia. “Deus também exige um amor racional’ você deve conhecer quem você está amando. Estudar profundamente a Palavra é uma forma de expressar o amor a Deus a nível mental”, disse.

O pastor ainda observa que “quanto mais você conhece a Deus, mais você consegue amá-Lo”, no entanto, muitos não se esforçam para crescer no conhecimento de quem Ele é.

“Jesus ensinou seus apóstolos que Deus espera esse tipo de amor da humanidade. Que as pessoas não apenas falem com a boca, que não apenas se expressem com o corpo físico, que não apenas tenham uma amizade com Deus, que não apenas conheçam a Deus. Porque um religioso pode conhecer tudo de Deus, mas não estar envolvido emocionalmente”, conclui Engel.

Fonte: Guiame

Missionária relata milagre após filha prematura sair do hospital: “A Jesus seja a glória”

Missionária relata milagre após filha prematura sair do hospital: “A Jesus seja a glória”

No final de outubro, a bebê Adelee teve alta do Hospital Ascension St. Vincent acompanhada por seus pais, médicos e enfermeiras emocionados e pôde encontrar sua irmã mais velha pela primeira vez.

Embora esta jornada tenha sido desafiadora, os pais da criança, Miranda e Tobi Hernandez, só puderam expressar sua gratidão quando finalmente levaram seu bebê para casa.

"É um milagre. Ela é o nosso bebê milagroso", disse Tobi, observando suas duas filhas se conhecerem pela primeira vez.

Os Hernandez são missionários que passaram o ano passado trabalhando no México com sua filha Isabella, de 12 anos.

Durante a estada no México, Miranda ficou feliz ao saber que tinha um bebê a caminho. Mas, notícias difíceis logo se seguiram, pois os médicos de lá disseram que o bebê era pequeno e provavelmente nasceria prematuro.

A família Hernandez voltou rapidamente para Evansville, onde Miranda deu à luz Adelee com apenas 26 semanas em 17 de julho. A data do nascimento deveria ser 18 de outubro.

“Houve alguns dias ruins. Sempre há momentos. A fé não o impede de ser humano ou de ter pensamentos sobre o que vai acontecer e onde iremos parar. Mas a fé é o que te leva de volta”, disse Miranda.

Dificuldades

Ela disse que embora eles sempre quisessem uma família grande, eles também tiveram dificuldades com gestações anteriores. O que é mais uma razão para eles verem Adelee como um milagre e descreverem os médicos e enfermeiras que ajudaram nessa jornada como anjos.

“Tivemos um filho que nasceu com 6 meses e meio de gravidez que não sobreviveu", disse Miranda. "Temos este pequeno milagre precioso aqui, e [antes] tivemos nove abortos espontâneos. Portanto, foi uma longa jornada”.

“Jesus tem sido nossa força, e sabemos que ele usou as mãos e os pés de todos esses médicos e enfermeiras ao longo deste tempo e nos sustentou. A ele seja toda a glória por isso”, agradece a mãe do bebê.

O Dr. Aaron Dewees, que tem ajudado a família desde o início, ficou surpreso ao ouvir essa frase de Miranda.

Quando ele foi entrevistado pela primeira vez para trabalhar em São Vicente, há 10 anos, o presidente na época disse a ele: “Nós realmente vemos a missão deste hospital como sendo as mãos e os pés de Jesus Cristo”.

“Assim que ele disse isso, eu sabia que era onde eu queria trabalhar e, 10 anos depois, Miranda disse a mesma coisa - me fez perceber que era a decisão certa a tomar”, contou o médico.

Esse momento foi emocionante para Dewees, que viu Adelee crescer nos últimos três meses.

“É a maior das alegrias. É por isso que fazemos o que fazemos - ser capaz de ter uma data em casa e dizer nosso adeus, faz o que fazemos valer a pena. Temos a sorte de poder mandá-la para casa”, disse.

A família ficará em Evansville por um período, aproveitando o tempo junta e garantindo que a bebê Adelee permaneça saudável antes de retornar ao México.

Fonte: Guiame

Pastor está há 9 meses longe de seu país após ficar retido em lockdown na Argentina

Pastor está há 9 meses longe de seu país após ficar retido em lockdown na Argentina

Esta semana, o pastor Wilson Vásquez cumpriu nove meses desde que deixou sua casa em Barranquilla, na Colômbia e foi confinado à Patagônia Argentina devido ao fechamento da fronteira pela pandemia do coronavírus.

Vásquez viajou na manhã de 8 de fevereiro, a Neuquén, na Patagônia, com a ideia de dar uma série de conferências em igrejas cristãs do extremo sul do continente.

A jornada de 45 dias começou na província de Neuquén e terminaria no dia 23 de março em Santiago do Chile, onde encerrou suas conversas com pastores evangélicos. Uma semana depois, ele deveria estar de volta em casa.

Neuquén, que fica a 8.500 quilômetros de Barranquilla, é a porta de entrada da Patagônia Argentina. É uma cidade petrolífera e ponto comercial do norte da Patagônia com cerca de 400.000 habitantes, junto com a área metropolitana.

É uma das regiões do sul da Argentina que mais cresceu nos últimos anos, graças à ‘vaca morta’ a maior reserva de petróleo do mundo. Tem um clima rigoroso: invernos rigorosos, em que a temperatura cai para zero grau, e bastante quente no verão. Tem uma paisagem quase deserta, onde nada cresce.

“Começamos em Neuquén, Plottier, Chipoletti (região metropolitana) e iniciamos uma viagem ao sul da Patagônia Argentina. Chegamos a Andacollo, uma cidade próxima à cordilheira dos Andes”, lembra Vásquez, que pregou em todas essas cidades e visitou emissoras locais levando sua mensagem.

Enquanto realizava essas atividades foi decretado o fechamento das fronteiras em decorrência da pandemia.

O pastor escreveu ao Itamaraty em busca de um voo humanitário para levá-lo de volta, mas não foi possível conseguir essa ajuda, já era tarde. O consulado não respondeu.

A partir de então ele ficou isolado, longe de sua casa, de seu povo, acompanhado apenas por uma fé inabalável, que tem sido sua companheira em todo esse tempo e que garante que muitas portas se abram para ele.

Apoio da família

Wilson Vásquez é pastor da Iglesia Grande de las Estrellas, localizada no bairro Las Estrellas, ao sul de Barranquilla. Ele é casado há 30 anos com Bianis Coronado. “Comemoramos o aniversário de longe”, diz ele. O casal tem cinco filhos e quatro netos.

“Minha esposa e meus filhos me mostraram do que são feitos. Eles têm mantido a casa e são o suporte de toda a igreja”, diz Vásquez, que, apesar da distância, faz sua pregação todos os dias e envia mensagens no Zoom e no Facebook.

“À distância, às três da tarde, começamos com os ensinamentos e conselhos para o povo”, disse ao El Tiempo, que conseguiu contatá-lo para contar sua história.

Ele garante que suas mensagens não só cheguem a sua comunidade em Barranquilla e Colômbia, mas se espalhem por países como Espanha, Argentina e Costa Rica.

A mão amiga

Em Neuquén, o pastor encontrou a mão amiga de Gustavo Baeza, um líder social casado com uma mulher de Barranquilla e que tem uma ONG que dirige trabalhos assistenciais em comunidades carentes.

“Moro aqui em um apartamento do meu amigo Gustavo, que tem me ajudado em tudo. Assim como todo o corpo de amigos e pastores. Eles têm estado atentos ao meu bem-estar”, diz o pastor.

Nestes novos meses, Vásquez afirma ter apoiado muitas causas sociais nesta região da Patagônia Argentina. "Começamos a distribuir alimentos para pastores e pessoas necessitadas."

Ele garante que também foram feitos sete comedouros, onde aos sábados distribuem comida para as crianças. Com o apoio do governo de Neuquén, continuam atendendo famílias carentes.

A isso se somam suas pregações e orações nas redes sociais. "Comecei a ajudar outras igrejas com ensinamentos."

Mas ele nunca se esqueceu de seu povo em Barranquilla, especialmente quando recebeu a notícia da devastação que o coronavírus estava causando.

“Também estávamos orando por Barranquilla, que é um milagre na Colômbia, a pandemia parou no dia 13 de agosto porque todos os pastores do litoral se reuniram”, diz.

Agora, o pastor Vásquez espera voltar para casa em breve. Esta semana ele estará em Buenos Aires. Ele já conversou com o governo argentino para obter uma autorização especial para viajar.

No dia 21 espera partir para Barranquilla, onde sonha ser recebido por sua família, amigos e, principalmente, por sua última neta, que nasceu há cinco meses, enquanto ele estava preso na Patagônia Argentina.

Fonte: Guiame

“O amor de Deus não se limita ao povo cristão, Ele alcança o maior pecador”, diz pastor

“O amor de Deus não se limita ao povo cristão, Ele alcança o maior pecador”, diz pastor

Em um culto de Santa Ceia ao lado de sua família na terça-feira (10), o pastor Joel Engel ministrou sobre o amor de Deus pelos perdidos. Para explicar a extensão desse amor, ele começou falando sobre o princípio da criação.

O pastor observa que, antes de existirem as denominações religiosas, Deus estabeleceu uma família que começou com Adão e Eva. Mas depois da queda do homem, o pecado modificou o DNA humano e isso trouxe consequências à descendência de Adão — começando pelo crime de Caim, que assassinou o próprio irmão, Abel.

“Isso mostra a situação da família que nós herdamos em nossos genes. Por causa do pecado, uma uma modificação no DNA de Adão e isso passou para seus filhos”, disse Engel. “Todo ser humano tem a mesma decadência e o mesmo gene pecaminoso”.

O pastor observa que, antes do judaísmo começar em Abraão, a humanidade vivia a religião de Adão. O homem conhecia as leis de Deus e as vivia em família. “Havia uma religião, que era buscar a Deus de forma simples, com a família, onde o pai era o sacerdote. A família é uma instituição que vem muito antes da religião”.

Engel compartilhou uma experiência que viveu em Israel, no ano passado, quando esteve com rabinos em um tradicional shabat judaico. Na ocasião, o pastor observou a forma como os judeus menosprezam os “góis” (também chamados gentios ou ímpios) e resolveu abordar isso através das lentes da Palavra de Deus.

“Naquela mesa, eu perguntei ao rabino: ‘Quem é a maior pessoa que existe dentro da história judaísmo? Ele respondeu que é Abraão”, relata. “Eu perguntei: ‘Se Abraão é maior, quem abençoou Abraão? Melquisedeque’. Ele fazia parte do povo do mundo, antes do judaísmo ser estabelecido. Isso significa que alguém do mundo abençoou o povo judeu”.

Engel lembrou então que a maior característica de Abraão era também uma marca de Deus: ele partiu pão e vinho com os perdidos. “O amor de Deus é tão grande que ele não fica limitado ao povo judeu ou ao povo cristão. Ele alcança o maior pecador, a pessoa mais perdida”, observa o pastor.

Engel lembrou aos rabinos que em Gênesis 17:4, Deus disse a Abraão que ele seria “pai de muitas nações”. Isso significa que ele seria pai de góis, ou seja, de gentios de diversos povos. 

“Deus amou o mundo. Deus amou o gói. Deus amou as pessoas perdidas”, acrescentou Engel, citando o texto de João 3:16, que diz: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”. 

“Se um incêndio queimasse toda a Bíblia e restasse apenas esse versículo, esta seria a melhor notícia do Evangelho. Esta é a palavra que atinge os corações mais perdidos”, destacou.

https://www.facebook.com/watch/?v=4024316977594858

Fonte: Guiame

Pastor autista alcança deficientes por meio de ministério: "Deus usa todo tipo de pessoa"

Pastor autista alcança deficientes por meio de ministério: "Deus usa todo tipo de pessoa"

Jim McCaffrey era casado, pai de cinco meninas, tinha um emprego e atuava como pastor quando recebeu o diagnóstico de autismo. A descoberta do transtorno neurológico, no entanto, o despertou para um ministério com pessoas com deficiência nos Estados Unidos.

Jim tinha uma vida normal, mas não conseguia durar em nenhum lugar por mais de dois anos. “Comecei a me perguntar o que estava acontecendo comigo e todos os empregos, igrejas e relacionamentos fracassados”, disse ele a Baptist Press.

Em 2017, Jim passou a pesquisar sobre seus sintomas comportamentais e se deparou com uma notícia sobre a história de Lamar Hardwick, um pastor da Geórgia (EUA) que descobriu aos 36 anos que estava no espectro do autismo. “Eu li aquela matéria umas 10 vezes, prestando cada vez mais atenção. O que Lamar escreveu poderia ser minha história”, conta.

Com a ajuda da esposa, que também mergulhou nas pesquisas, Jim percebeu que seu comportamento era muito semelhante ao de um autista. “Minha necessidade estranha de ter todos os cabides combinando no armário, ter minhas roupas organizada por cores e então divididas pelo tipo de roupa”, observa. 

“Meus interesses específicos em coisas como répteis e a história das fábricas de tambores, que eu pesquisava por horas a fio, compartilhando informações muito aleatórias com outras pessoas em momentos estranhos. E não podemos esquecer minha horrível incapacidade de me adaptar às mudanças, minhas rotinas diárias que devem acontecer, meu pensamento muito rígido e lógico, e uma infinidade de outros comportamentos estranhos”, continua.

Em 2 de outubro de 2017, aos 36 anos, o psicólogo de Jim confirmou sua suspeita: ele estava no espectro do autismo. “Ter um diagnóstico me ajudou a me ajustar para não continuar o ciclo de empregos perdidos e relacionamentos prejudicados”, comenta.

Jim é pastor da Igreja Batista Gunpowder, na cidade de Freeland, em Maryland. Por meio do diagnóstico, ele começou a falar sobre deficiência na igreja e ampliou o ministério de deficientes. Através de seu testemunho, a igreja começou a se concentrar em alcançar a comunidade de pessoas com necessidades especiais.

“Passei a acreditar que Deus me permitiu estar com autismo para mostrar que Deus ama e usa todos os tipos de pessoas, mesmo aquelas com deficiências, para mostrar o poder e a glória de um grande Deus”, destaca.

Jim reconhece que há dias em que é difícil lidar com o autismo, mas entende que Deus pode usar uma pessoa apesar de suas dificuldades. “Depois de muitos anos de luta para descobrir onde ‘me encaixo’, acredito que, por meio do meu diagnóstico e deficiência, Deus me mostrou onde posso servi-Lo da melhor maneira. Eu acredito que é através do ministério da deficiência”.

Fonte: Guiame

Tim Keller diz que teve progresso no tratamento de câncer: “Deus tem sido misericordioso”

Tim Keller diz que teve progresso no tratamento de câncer: “Deus tem sido misericordioso”

O pastor Tim Keller compartilhou uma atualização positiva sobre sua batalha contra o câncer de pâncreas, revelando que os médicos estão “surpresos” com a resposta de seu corpo à quimioterapia. 

“Muito obrigado a todos por continuarem orando por mim durante o meu tratamento do câncer de pâncreas. Deus tem sido muito gracioso em responder a essas orações, e minhas tomografias recentes mostraram mais melhorias”, disse o pastor de 70 anos na sexta-feira (6) nas redes sociais.

“Meu médico está surpreso e feliz por eu conseguir tolerar o alto nível contínuo de quimioterapia com relativamente poucos efeitos colaterais (eles estão lá, mas não tão debilitantes quanto poderiam ser), além de dar uma resposta terapêutica tão forte”, continuou Keller. 

O pastor acredita que estas são respostas de oração e pediu que todos continuem intercedendo por ele. “Todo louvor pertence a Deus, que tem sido misericordioso e generoso em cuidar de nós tanto física como espiritualmente”, finalizou.

Keller revelou seu diagnóstico de câncer pela primeira vez em junho de 2020. Na época, ele pediu para que seus intercessores pedissem a Deus “para usar meios médicos ou sua intervenção direta para fazer o câncer regredir a ponto de desaparecer”.

Ele também pediu orações para que ele e sua esposa, Kathy, “usassem esta oportunidade para se livrar das alegrias deste mundo e desejassem a presença de Deus acima de tudo” e para que sua “família fosse confortada e encorajada”.

O pastor agora aposentado da Igreja Presbiteriana Redeemer na cidade de Nova York e um dos fundadores da Coalizão pelo Evangelho (TGC) também é um sobrevivente de câncer de tireoide, que teve em 2002.

Apesar do diagnóstico de câncer, Keller continua escrevendo, pregando e se envolver com os acontecimentos atuais, especialmente através da internet.

Fonte: Guiame

“Foi a graça de Deus”, diz pastor após escapar de ser atingido por pedra de 4 toneladas

“Foi a graça de Deus”, diz pastor após escapar de ser atingido por pedra de 4 toneladas

Um pastor americano escapou por pouco da morte depois de ser atingido por uma pedra de quatro toneladas. Luke Barnett, pastor sênior da Dream City Church em Phoenix, Arizona, estava caminhando com sua filha quando a enorme rocha se desalojou e começou a descer na direção deles.

"Meu pai me empurrou para fora do caminho e a pedra o esmagou", disse Annalee, filha de Barnett, em um vídeo momentos depois. "Eu vi [a pedra] passar por cima dele e parecia que havia esmagado sua cabeça."

Milagrosamente, a pedra passou raspando pelo pastor, errando sua cabeça por alguns centímetros.

O pastor Barnett caiu, sua camisa foi rasgada e seu corpo coberto de cortes e hematomas. “Como você está, pai?”, a filha pergunta. “Estou bem”, responde Barnett. “Foi apenas a graça de Deus que, de alguma forma, fez aquela pedra passar direto por cima de mim e não atingir meu crânio”.

Barnett ainda sofreu ferimentos graves com o impacto da rocha maciça. “Meu antebraço está quebrado”, acrescentou. “É um daqueles momentos em que você acha que não tem como sobreviver àquela ... aquela rocha passando por cima de você. Mas, Deus deve ter um plano muito maior guardado.”

Impossibilitado de andar, Barnett acabou sendo levado de avião para fora do local e tratado de seus ferimentos no hospital - ele sofreu três costelas quebradas no incidente, além de um antebraço e quadril quebrados. O pastor também exigiu 40 pontos em sua mão direita.

"Estamos no caminho da recuperação", escreveu ele mais tarde no Instagram, compartilhando fotos de si mesmo no hospital. "Eu sou muito grato por estar vivo e bem. Obrigado Jesus por salvar a mim e a minha filha com um milagre sobrenatural."

A dupla estava caminhando como parte de uma campanha de arrecadação de fundos para o Short Creek Dream Center da igreja, que apoia vítimas de tráfico humano. Apesar do trauma da experiência de quase morte de seu pai, Annalee continua a caminhar pela causa.

“Embora eu tenha alta e esteja em casa, isso não significa que a jornada da Aventure Sua Vida pare”, disse o pastor Barnett em um post no Facebook. "Como você sabe, Annalee Barnett continua na trilha do Arizona para terminar nossa caminhada de 800 milhas em um esforço para aumentar a conscientização e doar para o Short Creek Dream Center em Colorado City."

Fonte: Guiame

Pastor relata milagre após esposa sem útero ficar grávida

Pastor relata milagre após esposa sem útero ficar grávida

O Pr. Joseph e sua esposa compartilharam um testemunho que impactou a Dunamis International Gospel Centre (DIGC), em Abuja, na Nigéria.

O pastor contou que tiveram o último filho em 2012 e dois anos depois, sua esposa teve uma complicação abdominal, o que exigiu uma histerectomia, a retirada de todo o aparelho reprodutor.

“Fomos ver um professor de ginecologia. Após investigação, ela foi diagnosticada com cisto ovariano e precisaria ser operada. Mas quando ela foi aberta, foi preciso fazer uma histerectomia completa: os ovários precisavam ser removidos assim como todo o útero”, contou Joseph.

A cirurgia aconteceu em 2014, o pastor diz que foi difícil contar para a esposa o que havia sido feito: “Ela tem uma queda por uma menina e eu disse que podíamos adotar”.

Joseph contou que, com o passar do tempo, eles esqueceram completamente a ideia de ter outro bebê porque o médico disse que “não poderia funcionar novamente e nós concordamos”.

“Eu vi o útero e todas as outras coisas retiradas, não havia nada: era um material comprobatório para me mostrar que [a cirurgia] havia sido feita”, relatou.

Mudança de vida

No dia 8 de janeiro de 2018, ele conta que estava em Kaduna quando iniciaram um jejum de 21 dias, para uma apresentação do seminário.

Joseph contou que o Pr. Paul Enenche, o líder do ministério que chamado de Papai, começou a cantar uma música que o tocou. “Era um profundo anseio por algo dentro de mim: uma mudança, uma mudança na vida espiritual e eu enviei a ele um e-mail dizendo que precisava vê-lo imediatamente, que eu tinha essa convicção de que eu precisava de uma mudança de vida”.

No dia da reunião, Joseph levou a esposa. “Ele [Enenche] orou por nós e esvaziou uma garrafa de óleo nela”, contou.

“Qualquer coisa que não funcione na sua vida, a partir de hoje começará a funcionar”, disse Enenche à esposa de Joseph. Ele diz que pensou que se tratava apenas de uma “oração normal que ele fez por nós”.

Em fevereiro, diz Joseph, ela começou a reclamar de alguns problemas relacionados à gravidez. Mas era uma condição que ela não poderia ter novamente.

“Fiquei com medo, achei que era outro desafio [em sua saúde], então tive que ligar para o pai dela e para a irmã mais velha para avisar que ela estava reclamando”, conta Joseph, que disse que dois meses depois, o problema progrediu e foi se tornando uma aparência de bebê em seu ventre. “Pedi a ela para fazer um exame. Quando a investigação foi conduzida, eu estava lá e vimos um bebê dentro [dela]”.

“Cinco, seis meses: o pré-natal começou. No dia 10 de outubro de 2018, um cirurgião me ligou informando que precisava de uma equipe de outros cirurgiões para lidar com este caso peculiar. Eu disse que deveriam ir em frente, que não deveria ser um desafio monetário”, conta, acrescentando um potencial problema.

“Eles me pediram para doar sangue, eu disse que Deus ia cuidar dela”, lembra. Joseph conta que durante a cirurgia decidiu ir para a igreja.

"Quando você cuida do trabalho de Deus, Deus cuida do seu trabalho, diz o Papai", justificou. “Quando liguei no hospital eles disseram que ela havia dado à luz um menino de 4,5 kg”.

Sem útero

Joseph diz que a equipe não viu o útero; eles viram uma bolsa com estrutura semelhante a um filme, que abrigou o bebê por 9 meses.

Além de pastor, Paul Enenche é médico. Durante o testemunho o líder perguntou: “Quem lhe disse que a remoção do seu útero é o fim da sua vida? Quem lhe disse que existe algo que o diabo removeu da sua vida que não pode ser substituído, restaurado e reparado com Deus? Servimos a um Deus que está fazendo milagres até hoje”.

Fonte: Guiame

Carta de pastor que se afogou enquanto pregava no Titanic será leiloada

Carta de pastor que se afogou enquanto pregava no Titanic será leiloada

Uma carta escrita por um pastor batista da Escócia que se afogou quando o navio RMS Titanic naufragou, no norte do Oceano Atlântico em 1912, será leiloada neste fim de semana.

John Harper, que escreveu a carta, era um ministro de 39 anos na época e estava a caminho de Londres para Chicago para visitar sua irmã e sobrinha quando o transatlântico desceu ao fundo do oceano depois de bater em um iceberg.

Harper estava escrevendo para outro ministro, o pastor Young, que liderava a Igreja Batista Paisley Road, agradecendo-lhe por sua ajuda antes de Harper partir de Londres.

Harper pastoreava a Walworth Road Baptist Church em Londres e supostamente iria pregar na Moody Church.

“Meu querido irmão Young, estou escrevendo esta linha antes de chegarmos a Queenstown para assegurar-lhe que não me esqueci de você, especialmente de toda a sua gentileza enquanto estávamos no norte”, diz a carta.

“Eu pretendia enviar as passagens de trem da Sra. Pratt um pouco antes de partir, mas, com a pressa, o que foi excepcional, tendo feito 11 ou 12 cultos no fim de semana, não consegui terminar. Vou mandar de Chicago”, esclareceu.

A carta foi escrita em papel timbrado do Titanic e data de 11 de abril de 1912, três dias antes do afundamento do famoso navio. Ela foi enviada de Queenstown, Irlanda.

A carta será vendida em um leilão no sábado por um colecionador particular através de Henry Aldridge & Son Ltd, uma casa de leilões. O preço inicial de pré-venda está entre US$ 39.487,05 e US$ 65.811,75.

Mensagem do Evangelho

Segundo relatos, o jovem ministro pregou a mensagem do Evangelho enquanto o Titanic afundava e testificou na água enquanto ele se afogava, dizem os relatos contemporâneos.

Um sobrevivente sem nome do acidente do Titanic que foi resgatado por um bote salva-vidas afirmou ser "o último convertido" da pregação de Harper em uma reunião para sobreviventes quatro anos após a tragédia.

Em 2017, uma carta que foi recuperada do corpo de uma vítima do Titanic foi vendida em um leilão por US$ 166.000.

O RMS Titanic afundou em sua viagem inaugural de Southampton para Nova York, e 1.523 pessoas morreram no acidente.

Em 1997, o filme "Titanic" - dirigido, escrito e coproduzido por James Cameron - se tornou um dos filmes de maior bilheteria. Estrelado por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, o filme foi o primeiro da história a atingir a marca de US$ 1 bilhão e foi indicado a 14 Oscars, ganhando 11 deles.

Fonte: Guiame

‘Jesus não enfraqueceu sua mensagem para atrair a multidão’, diz Francis Chan

‘Jesus não enfraqueceu sua mensagem para atrair a multidão’, diz Francis Chan

O pastor Francis Chan acredita que um dos grandes erros das igrejas é sua “obsessão” por alcançar um alto número de membros, sem levar em conta a essência do Corpo de Cristo. 

“Eu acredito que cometemos alguns erros graves nos Estados Unidos que levaram a igreja a ficar no estado em que está agora: super dividida e a reputação dos evangélicos nunca foi pior”, disse Chan durante uma reunião no Zoom com 150 líderes de todo o mundo.

De acordo com pastor, o “erro número um” da liderança cristã é ser obcecada com a “frequência à igreja”.

“Entramos em pânico e pensamos: 'Temos que fazer de tudo para atrair o maior número de pessoas possível'. Nós racionalizamos: 'Bem, é melhor um grande grupo continuar vindo do que nenhum'”, observou.

“Onde você consegue ver isso nas Escrituras? Essa não é a mensagem de Jesus”, Chan destacou. “Jesus poderia ter mantido milhares. Tudo o que Ele precisava fazer era enfraquecer a mensagem, enfraquecer o compromisso; mas Ele não fez isso”.

O pastor ainda enfatizou a importância do Corpo de Cristo permanecer na comunhão, no partir do pão e nas orações. “Temos que permanecer em nossas orações, crendo nelas, crendo em nosso amor uns pelos outros. Eu sei que parece que existem outros métodos que podem funcionar melhor, mas não é assim que Ele trabalha”.

Recentemente, Chan participou de um debate por vídeo com o missionário K. P. Yohannan, da organização Gospel For Asia, e o teólogo Hank Hanegraaff, apresentador do programa Bible Answer Man nos EUA. Juntos, eles discutiram “por que há tanta divisão no corpo de Cristo?”

Durante a discussão, Chan alertou que a divisão dentro das igrejas hoje estão destruindo a “família de Deus”. Ele chamou a atenção para o aumento de blogs que atacam cristãos na internet outros crentes online, além das discussões nas redes sociais.

“Parece que esta família está uma bagunça; quem gostaria de se juntar a ela?”, questionou.

O pastor também criticou o cristianismo moderno por se concentrar demais em “personalidades carismáticas” e “concursos de popularidade”.

“Muitas pessoas que amam a Cristo, que fazem parte de Sua verdadeira igreja, são mal compreendidos”, disse Chan. “Todos nós conhecemos em parte e vemos vagamente como um espelho. Como vamos nos tornar perfeitamente um?”

Exortando os cristãos a “voltarem a se amar", o pastor disse: “Quando eu leio as Escrituras, Cristo quer que sejamos um com Ele. Perfeitamente um com Ele, perfeitamente um com o outro. Espero que, de alguma forma, nesta conversa, possamos avançar nessa direção”.

Fonte: Guiame