Pastor é libertado da prisão após juiz de tribunal islâmico sonhar com Jesus

Nenhum comentário
Pastor é libertado da prisão após juiz de tribunal islâmico sonhar com Jesus

Um pastor que estava prestes a ser executado por renunciar o Islã teve a sentença alterada, depois que o juiz do tribunal islâmico teve um sonho impactante com Jesus Cristo.

O pastor M*, casado e pai de dois meninos, de 4 e 6 anos, trabalha incansavelmente para o fortalecimento da igreja clandestina em uma nação altamente restritiva no Oriente Médio.

De acordo com o ministério Bibles for Mideast, há duas semanas ele foi detido em uma emboscada da polícia religiosa islâmica que, depois de espancá-lo, o levou a um tribunal islâmico.

Quando foi questionado pelo juiz por que ele havia deixado o Isã para se tornar um pastor cristão, ele respondeu: “Eu era um pecador e tinha vários problemas. Também contraí uma doença grave e me tornei um moribundo. Mas o Senhor Jesus Cristo salvou minha vida”.

O tribunal ordenou que o pastor ficasse preso por 15 dias. Caso voltasse ao islamismo, ele ficaria preso por mais dois anos e depois estaria a serviço das autoridades religiosas em sua luta contra o cristianismo. Se ele não renunciasse ao cristianismo, ele seria decapitado.

O pastor recusou a oferta e foi mandado para a prisão para aguardar a execução.

Batalha familiar

O juiz do tribunal, que também permanece em anonimato, perdeu no ano passado o filho mais velho, aos 21 anos, devido a um câncer de testículo. Agora seu segundo filho enfrentava o mesmo diagnóstico.

Uma semana depois da sentença do pastor, o juiz acordou no meio da noite com uma voz que dizia: “Liberte o pastor da prisão e peça que ele ore por seu filho, para que ele seja curado”. Sem gostar do que ouviu, o magistrado ignorou o pedido.

No dia seguinte, estado de saúde de seu filho se agravou ainda mais. Naquela noite, o juiz sonhou com uma bola de luz que se dirigia em sua direção. As palavras pareciam fluir da luz, à medida que se aproximava: “Liberte meu servo da prisão e peça que ele ore por seu filho. Com suas orações, ele pode ser curado”.

Confuso, o juiz supôs que era a voz de satanás tentando desorientar sua fé no Islã. Até que, na terceira noite, ele teve um sonho que deixou a experiência mais nítida.

“Eu sou Jesus, o Filho do Altíssimo”, proclamou o homem de branco no sonho. “Eu morri na cruz e agora vivo para sempre [os muçulmanos acreditam que Jesus foi ressuscitado por Deus, mas não acreditam em sua crucificação]. Você está perseguindo desnecessariamente meu servo! Liberte ele da prisão e seu filho será curado. Me aceite como seu Senhor e Salvador. Esta é a única maneira pela qual você e sua família podem ser salvos do inferno”.

O juiz levantou-se da cama ao som de seu filho gritando de dor. Correndo para o quarto, ele viu sua esposa e outras filhas de pé, chorando ao lado da cama. Ele contou sobre seu sonho e, no mesmo instante, sua esposa e filhas imploraram que ele libertasse o pastor e pedisse uma oração pelo menino.

Liberdade em Cristo

Quando os oficiais da prisão receberam a ordem inesperada do juiz, eles imediatamente libertaram o pastor e o mandaram para a casa da família. O pastor foi levado ao quarto do jovem e começou a explicar sobre a vida, morte e ressurreição de Jesus.

Depois de ouvir o Evangelho, o jovem doente se entregou a Cristo, bem como sua família. O menino pulou da cama e começou a dançar, agradecendo a Jesus por sua cura completa.

No dia seguinte, o juiz levou o pastor de volta ao tribunal, desta vez para libertá-lo de acordo com a lei da Sharia. Nos três dias seguintes, o pastor permaneceu na casa do magistrado, orando, jejuando, ensinando a Bíblia e preparando os novos crentes para o batismo. No quarto dia, toda a família foi batizada.

Enquanto isso, a igreja do pastor sabia apenas que ele havia sido espancado e levado embora. Eles não tinham notícias desde seu desaparecimento, então se uniram em jejum e oração.

A certa altura, sua esposa — sobrecarregada com a tensão da oração contínua — ficou doente. Ela foi levada para o hospital e soube que estava grávida do terceiro filho do casal. Ela permanece no hospital, se recuperando, mas com o marido agora ao seu lado.

Fonte: Guia-Me

Nenhum comentário

Postar um comentário