A pandemia não mudou a Grande Comissão, diz pastor

Nenhum comentário
A pandemia não mudou a Grande Comissão, diz pastor

O bispo Wellington Boone é um conhecido pastor e autor de muitos livros nos EUA. Em sua recente entrevista com Wendy Griffith, no 'Prayer Link' do site CBN News, Boone disse que este momento de pandemia do coronavírus não é tempo de medo, mas de fé.

"Temos que nos perguntar: a pandemia é a coisa em que Deus está focado? De fato, todas as palavras que Ele deu a Seus discípulos ainda estão em vigor. Quando Ele deu à Grande Comissão a ordenança de 'ir a todo o mundo e pregar o evangelho, isso nunca mudou'", disse Boone.

"Ele [Deus] também disse que esses sinais seguiriam aqueles que acreditam que um deles foi impor as mãos aos enfermos e eles devem se recuperar. Não imponha as mãos aos enfermos e você obterá o que eles têm. Temos que permanecer firmes na veracidade das Escrituras", observou ele.

Boone também destacou que os cristãos carregam consigo uma unção cheia de poder.

"Nós carregamos uma unção e um poder de Deus que muda as circunstâncias, então eu vejo que estamos orando sobre o problema, em vez de orar sobre a designação. Mas a designação que Deus tem para nós é enorme e não podemos fugir dessa mensagem", acrescentou Boone.

Ampliando a visão

O pastor também ressaltou que o coronavírus está trazendo ao cristãos certo aprendizado sobre tempos de crise.

"Acredito que o coronavírus está permitindo que tenhamos uma mentalidade de crise; o que Deus está dizendo é o que vai acontecer, e a nossa oração é o que está fazendo as coisas se moverem na terra. Acredito que o avivamento está chegando enquanto o coração dos cristãos realmente busca a Deus ", explicou Boone.

Wellington Boone escreveu um livro intitulado “Ouse Esperar: Uma Jornada de Esperança de 30 Dias”. A obra é baseada em Lamentações 3, em que Jeremiah estava reclamando de suas circunstâncias e, finalmente, uma das coisas que ele disse no versículo 17 foi: “ “Tirou-me a paz; esqueci-me do que significa prosperidade”. Mas depois que ele voltou a si, disse no versículo 21: “mas ainda me atrevo a ter esperança”.

"Quero que as pessoas tenham esperança e ousem, porque a Bíblia diz para permanecermos com fé, esperança e amor. Então, quero colocar a esperança de volta à cultura dizendo: ‘Deus está no comando e não está intimidado por nenhum dos problemas. Ele está procurando fé na terra", disse Boone.

Finalizando a entrevista, o Bispo Boone orou por aqueles que sofrem com o coronavírus.

"Pai, nós te agradecemos e te louvamos. Antes da fundação do mundo, o Senhor sabia que o diabo emitiria uma doença que tentaria desacelerar Seu trabalho, mas tudo o que ela está fazendo é revigorar os cristãos com uma determinação maior em se levantar com mais força em Seu nome nesta hora”, disse em oração.

“Então, oro para que o avivamento e a cura cheguem a todas as pessoas sob o som da minha voz e as pessoas que agora têm o Coronavírus, recebam sua cura agora porque Jesus tomou suas enfermidades e suportou suas doenças. E com as Suas pisaduras declaro curar sobre essas vidas em nome de Jesus! E em nome do Senhor, oro para que a fé permaneça viva no coração de todos os crentes - que o Senhor se levante agora, que possa alcançar pessoas como nunca alcançou. ... que o Senhor tenha compaixão como nunca teve antes. Fiel é o todo aquele que também atender ao chamado para fazê-lo. Que Sua vontade seja feita sobre essas vidas e que Seu nome seja glorificado em nome de Jesus!”, finalizou.

Fonte: Guia-Me

Nenhum comentário

Postar um comentário