“A pornografia me levou até a porta do inferno”, conta pastor Lucinho

Nenhum comentário
“A pornografia me levou até a porta do inferno”, conta pastor Lucinho

"A pornografia entrou na minha vida da forma menos imaginável”. A confissão feita pelo Pastor Lucinho em um dos vídeos de seu canal alcançou cerca de 600 mil pessoas e levado milhares de jovens e a adolescentes a buscarem ajuda por estarem presos a esse vício.

Autor do livro "Pornografia Mata", Lucinho usou o vídeo para alertar sobre os males da pornografia e também orientar sobre como lutar contra ela, além de compartilhar parte de seu próprio testemunho.

“Eu era criança, estava em um culto e o melhor amiguinho meu me chamou para dormir na casa dele. Minha mãe deixou, porque o pai do menino era um dos líderes da igreja", relatou. "Quando eu cheguei lá, ele ele enfiou a mão debaixo de um cama e puxou um monte de revistas pornográficas. As revistas eram de desenhos à mão. E foi assim que eu perdi a inocência. E é assim que muita gente tem perdido a inocência também".

Lucinho relatou que naquela época, a pornografia não era algo tão acessível como nos tempos atuais, mas ainda assim, acabou chegando até ele. E alertou que esse fácil acesso tem potencializado ainda mais os estragos nas vidas das pessoas, até mesmo de líderes cristãos.

“[Para consumir] pornografia na minha época, tinha que ter muita coragem, porque tinha que ir a uma banca de jornal, tinha que comprar, os filmes eram em VHS, tinha que se expor para poder ver. Hoje está na palma da mão, no celular, está muito fácil, você faz isso na maior naturalidade”, lembrou. “Hoje não são poucos os líderes religiosos, pastores, líderes de adolescentes e jovens que estão presos nesse pecado”.

Pornografia destrói relacionamentos

Em seu vídeo, o pastor também aproveitou para alertar os jovens de que se casar ou se envolver em um ministério na igreja não são suficientes para libertar alguém do vício da pornografia.

“Não sei te falar quantas centenas de vezes pessoas casadas me procuraram para dizer que seu cônjuge estava vendo pornografia. Então, a pessoa que casa e pensa assim: ‘O dia que eu casar, resolvo esse problema da pornografia’... é tanta bobeira. Você não está entendendo, a pornografia não tem a ver com casar, não tem a ver com ministério. Nada cura a pessoa dos pecados sexuais a não ser uma intervenção direta do Espírito de Jesus”, destacou.

O pastor de jovens explicou que a destruição dos relacionamentos por esse vício ocorre, porque os viciados passam a ver as pessoas próximas a eles como simples objetos.

“A pornografia transforma você em um bicho. Você começa a ver pessoas como objetos para te satisfazer. Ela puxa de dentro de você os seus piores instintos. Descobriram que 87% dos pedófilos e das pessoas que cometem crimes relacionados à sexualidade são profundamente presos à pornografia”, disse.

O pastor também lembrou do caso de Davi, que mesmo sendo um homem segundo o coração de Deus, acabou pecando a partir da pornografia.

“Na Bíblia, o pecado de Davi começou como a pornografia, porque ele a viu tomando banho de cima da sacada do palácio e dali então surgiu o pecado”, ressaltou.

Libertação

Ao compartilhar sobre como conseguiu se libertar da pornografia, Lucinho reforçou a importância de ter coragem para pedir ajuda a pessoas idôneas e de confiança.

“Procurei o meu líder e falei: ‘Não estou liberto, preciso de ajuda, me acompanha’. Foi assim que fui ajudado, fui me libertando e estou falando aqui para você hoje, completamente livre”, disse.

O pastor também alertou que a libertação da pornografia não implica em nunca mais sofrer tentação, mas sim em ter armas para resistir a ela.

“Não confunda a prática com a tentação. Se você não quiser mais ser tentado terá de morrer. Se você sofreu em alguma área da vida, será tentado naquela área para o resto da vida. Isso é normal e não faz de você uma pessoa menos santa. Jesus foi tentado, mas qual a diferença? Ele não caiu na tentação”, explicou

“A pornografia me colocou na porta do inferno. Coisas terríveis aconteceram comigo. Depressão, muito atraso de vida, muito prejuízo para os meus relacionamentos”, acrescentou.

Lucinho também ressaltou que quando começou a namorar Paty (hoje sua esposa), confessou a ela que estava lutando contra a pornografia e contar com a ajuda dela foi essencial para vencer essa guerra.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário

Postar um comentário