Após escapar do comunismo, cristão resgata crianças traficadas e prega em lixões e favelas

Nenhum comentário
Após escapar do comunismo, cristão resgata crianças traficadas e prega em lixões e favelas

Depois de anos sonhando com a liberdade, em meados dos anos 1970, o jovem Georgian Banov fugiu secretamente, junto com um amigo, da tirania do comunismo da Bulgária, seu país natal. Ele se refugiou nos Estados Unidos, onde começou uma nova vida.

Aos 26 anos, trabalhando para sobreviver na Califórnia, ele conheceu um grupo de jovens cristãos que o evangelizaram e lhe apresentaram a verdadeira liberdade e alegria em Cristo Jesus. Nessa época, o jovem búlgaro recebeu o batismo com o Espírito Santo e a chamada para o ministério.

Mais tarde, Georgian conheceu sua esposa Winnie na Escola Bíblica. Eles se casaram e formaram uma banda de rock cristão chamada Silverwind, que se tornou muito popular nos EUA e levou milhares de pessoas a Cristo, através de suas músicas e shows. Logo, a banda foi chamada para o campo missionário, viajando em turnê para o Quênia, Uganda, África do Sul, Polônia, Alemanha, França e Holanda.

Entretanto, Georgian acreditava que Deus queria mais dele. Em 1989, o músico ouviu claramente Deus lhe dizer que era hora de voltar para seu país natal, a Bulgária. No final daquele ano o comunismo entrou em colapso e Georgian e sua família entraram no país com segurança. 

Durante o tempo que passou na Bulgária, Georgian evangelizou seus antigos amigos e sua família. Sua avó, mãe e pai receberam Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas. O evangelista também ajudou a igreja local no país, que agora se alegrava com a liberdade religiosa que haviam ganhado com o fim do comunismo. Ele conseguiu Bíblias na língua búlgara para os crentes locais, que agradeceram a doação com lágrimas e beijos em suas mãos.

De volta aos Estados Unidos, Georgian e a esposa passaram a atuar no evangelismo e criaram a Global Celebration, uma organização que resgata e cuida de crianças traficadas e em risco e leva o Evangelho a comunidades marginalizadas e de extrema pobreza, como favelas do sudeste Ásia e os lixões de León, na Nicarágua.

A Global Celebration também promove cruzadas evangelísticas e treina estudantes e líderes para exercerem o ministério. 

Fonte: Guiame

Nenhum comentário

Postar um comentário