John Piper revela o momento em que o pecado perde o domínio sobre o cristão

Nenhum comentário
John Piper revela o momento em que o pecado perde o domínio sobre o cristão

Uma pregação do pastor John Piper sobre I Tessalonicenses ofereceu reflexões sobre os motivos pelos quais pessoas que conhecem a Palavra de Deus caem em pecado, incluindo na área sexual, tanto quanto outras pessoas que não têm o mesmo nível de conhecimento.

No trecho da pregação que circula nas redes sociais, o pastor sugere uma observação aos fiéis que o ouvem antes que ele ofereça a resposta do texto bíblico para essa situação:

“Peço a você que olhe ao redor em sua vida e na igreja. Você vê quantos cristãos empregaram todas as suas forças para conhecer Deus mais e mais, de forma mais verdadeira, clara e doce? Ou você observa milhares combatendo a escola do pecado com conhecimento gramatical de Deus?”, introduziu.

“Alguns de vocês responderão ‘espera aí… há tantos PhDs em teologia que cometeram adultério quanto pessoas menos instruídas’. Eu diria que o número talvez seja maior. Por qual razão pessoas com PhD em teologia cometem adultério? Eles não conhecem a Deus!”, declarou Piper, contundente.

Em seguida, o pastor acrescentou que o conhecimento teórico da Palavra de Deus não é sinônimo de um conhecimento real e verdadeiro sobre a natureza de Deus: “Você pode ler teologia 10 horas por dia, durante 40 anos, e não conhecer a beleza de Deus, nem encará-Lo como satisfação máxima e maior tesouro da sua vida. Quem deseja conhecer a Deus assim como o diabo o conhece? O diabo odeia a todos. O conhecimento de Deus o leva a odiar pessoas”.

“Em I Tessalonicenses estamos falando de conhecer a Deus. Eles não conhecem a Deus realmente por quem Ele é, um Deus com valor e beleza infinitos, que nos satisfaz infinitamente. Sua alma foi feita para quê? Em Sua mão direita há mais prazeres, e há mais alegria na presença eterna d’Ele, do que você poderia ter em dez mil relações sexuais. A questão é: você sabe disso?”, acrescentou.

Por fim, o pastor diz de maneira enfática que essa é a única forma de tirar o domínio da natureza caída sobre a vida de um cristão: “Quando você descobrir isso, o pecado perderá o domínio sobre sua vida”.

Fantasias sexuais

Recentemente, em resposta a uma pergunta feita durante seu podcast, Piper afirmou que há certos pecados sexuais que são cometidos por cristãos mesmo que permaneçam fiéis a seus cônjuges:

Citando Mateus 5:27-29, o pastor afirmou que “o padrão de santidade de Jesus não é apenas um padrão de atos corporais, mas também de prazeres mentais".

“Se você precisa de sexo cada vez mais pervertido – atos sexuais cada vez mais bizarros e não convencionais às custas do prazer de seu cônjuge – você está elevando seu apetite acima das delícias dele. Esse não é o caminho de Cristo”, pontuou.

“Se você busca um ato sexual ou uma situação sexual imaginária porque é mais estimulante, cintilante, prazeroso, porque é proibida, então você está vivendo como um tolo e está incorporando o princípio da escravidão”, acrescentou o pastor.

O fundador do ministério Desiring God também avisou que se um “desejo sexual se tornou tão proeminente na maneira como você busca a satisfação na vida, que você deve ultrapassar os limites das convenções sexuais para ser uma pessoa alegre e satisfeita, seu Deus e seu propósito de vida terão que se tornarem muito pequenos”.

“Em outras palavras, precisamos de uma visão grande, bela, gloriosa, transcendente e majestosa de Deus e de seu propósito para nossas vidas se o sexo quiser permanecer em seu lugar prazeroso e pequeno”, concluiu o pastor.

Fonte: Gospel+

Nenhum comentário

Postar um comentário